domingo, 27 de janeiro de 2013

Um domingo para refletir

Boa noite,

Hoje acordamos com uma notícia muito triste. Um estabelecimento sem alvará, com seguranças despreparados, um músico insensato e muitos jovens foram o assunto em todos os canais de comunicação e em todas as conversas.
Triste demais a perda de tantas vidas, mais triste ainda é saber que simples atitudes, pautadas no bom senso, na lei, ou meramente no respeito ao próximo, poderiam ter ao menos contribuído para um número menor de vitimas fatais.
O dia foi pesado, tenso, triste. Natural ser assim, diante do choque causado pelo saldo do conjunto de imprudências.
Mas o que me faz refletir é a questão do comportamento coletivo de se atrair pela tragédia, ficar vendo fotos, futricando a dor dos outros. Isso é um comportamento lamentável, e uma atitude que merece atenção: Que necessidade é essa? O quê isso acrescenta para a pessoa? A não ser que seja médico legista, não justifica tamanho interesse por fotos de mortos, sinceramente. Daí que fiquei refletindo nessa coisa doida toda. Em como a sociedade se entorpece nas doses diárias de pequenas ou grandes tragédias, ou em como facilmente se enebria em humores baratos e sem sentido. E só posso concluir que a falta de conhecer a si mesmo coloca a pessoa nesse automático.
Eu vejo a morte como apenas uma mudança de fase. Encerra aqui e começa, em outro plano, de outro jeito,em outra forma, mas nada disso importa. O fato é que encerra aqui. E esse "encerramento" sendo abrupto, assustador, doloroso, torna tudo muito perturbador, pra quem fica e pra quem vai.
Por essa razão peço ao Criador que conceda luz e paz aos parentes, as vitimas. E bom senso e critério a todos nós, os outros, para que os familiares não sofram além do que já é inevitável.

Mudando de assunto totalmente, eu não sei o que postar sobre a minha casa. Tive uma semana cheia, trabalhei demais da conta, fiquei mais velha no dia 25/01, e sabem, até que foi legalzinho.
Estou sobrecarregada, desorganizada, fiz caquinha com os Certificados, enfim... Coisas da idade, kkk, né??

Vamos comemorar meu niver no carnaval, quando vou tirar uns dias pra deitar numa rede, ouvir um violão, ficar á toa. Enquanto isso, é tentar ir me organizando um pouquinho por dia.

E para continuar no processo de reflexões deste domingo cinza, penso que aproveitar cada instante é fundamental, que sorrir torna tudo mais leve e que fazer alguém sorrir torna tudo mais leve ao cubo, que dizer que ama e fazer o amor valer a pena não tem preço, nem pressa e nem pressão. Que os amigos são tudo nessa vida, que festejar é preciso, e que cuidar dos que queremos bem é tarefa pra agora, e não para amanhã ou depois.

Para todos os bons e os melhores, na rodinha da minha vida agora: Sem vocês eu não sou EU.

Boa semana, que os próximos dias sejam de imagens bonitas e felizes, de sorrisos fartos e claros.



domingo, 20 de janeiro de 2013

2013, meu ano 36.

Olá, como vai, tudo bem?

Antes de 2013 chegar eu decidi várias coisas, como por exemplo, reativar o blog e torná-lo um instrumento que me ajude a manter foco no que merece e no que precisa. Só que todos os planos de postagens e assuntos não saíram da cabeça! Graças a Deus, tivemos e ainda temos muito trabalho no IDEPO nesses dias. Então decidi que domingo era "o dia D". Tá certo, já passa das 21h. Mas até meia-noite, é domingo!!!
Bom, eu demorei pra gostar da minha casa. Ainda estamos, apesar do tempo que já faz que moro aqui, nos "conhecendo", afinando nossas energias. Só agora estou de fato, começando a enxergar potencial por aqui.
Aí que comecei pela cozinha. Olhava, olhava e não via como deixar a danada charmosinha  Olhava o din din e via que a chance ficava mais rala.
Comprei uma revista de decoração que a capa era encantadora. Essa aqui, ó:

Então decidi que um rosa-goiaba-vermelho-barbie seria o tom. Pesquisei tecidos para a cortina, mas na Leroy achei essa básica e charmosa, de renda, e coloquei o móbile de mimosas tímidas que comprei na feira de patchwork no dia que fui conhecer pessoalmente uma querida amiga, a Andreia. E reparem na caixa de cup cakes que ganhei de Amigo Secreto da Claudiene.


Olha, longe de mim competir com essas mulheres cheias de talento e criatividade que fazem maravilhas em suas casas e mantém blogs sensacionais. Meu blog é um caderno, um lugar para os meus registros. Eu estou em uma fase sem muitas ideias criativas, mas, antes dessa crise chegar, desejei fazer uma coisa bacana a parede do balcão que separa a cozinha da sala. Pesquisei em blogs, sites, lojas, revistas e fiz assim:


Cortei as folhas de papel de presente em quadrados de 16 x 16 cm e fui colando. Fiz alguns dias antes do Natal, quando eu receberia a família do marido pro almoço. Apesar da correria, fiquei satisfeita com o resultado!!

Bom, é isso. A casa ainda está no meio da reforma, e por isso mesmo quis publicar no blog, para que eu mantenha o foco, me cobre, e não pare no meio do caminho para a casa bonitinha onde mereço morar.

Claro que eu não ia mesmo conseguir tirar fotos sem que os xeretas fofos dessem um jeitinho de marcarem presença, né???



Bom, caro(a) leitor(a), cof cof cof.... Por hoje é isso!!! E que 2013 seja de casa com cor e amor. E que o meu ano 36 seja de foco, paz e REALIZAÇÕES!!!

Oque achou da minha cozinha da Barbie??? Hein??? Diz aí...