quarta-feira, 18 de abril de 2012

cardápio semanal

Estou em uma fase bem bacana. A empresa está indo bem, mas para isso TODO o meu tempo é em função dela. Meu esquema de deixar a comida pronta congeladinha, e me livrar dos aborrecimentos diários nesse quesito andou meio manco.
Hoje passei no mercado decidida a retomar meu programa fenomenal, e, durante uma noite gostosa, falando bobagem na net com novas amigas, fiz: Filé de Frango, grelhadinho - é só a pessoa esquentar e comer e não precisa engordurar nada pelamordoGod.
Frango picadinho com creme de milho. Frango supreme. Escondidinho, básico, por aqui, né? Mas esqueci de pegar as batatas... Amanhã termino. E panquecas, pq tb não pode faltar na dieta saudável das bandas de cá. Despues, deixo receitas, pq o trem ta feio por aqui.

Bjinho.

papel e cia

Há muito muito tempo atrás essa pessoa fazia essas belezinhas.
Sempre quis retomar as atividades, e agora, de repente, na vontade de doida de arrumar com carinho e amor os quartos dos filhotes, cai, como uma luva, uma matéria como essa:
http://www.copyepaste.com/2012/04/e-para-deliciar-o-olhar-confira-o.html

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Amadinho lindo (as)

Entenda:
Eu acredito em um Deus de amor e glória, que não deseja nada de nós, apenas que sejamos felizes, com o livre arbítrio que Ele nos deu de presente, fazendo escolhas que não prejudiquem ninguém, fazendo o melhor que você pode/ consegue nas áreas diversas da vida, aceitar o que é missão mesmo. Acredito em um Deus onde eu posso descansar, segura, de que, apesar do meu desejo, APENAS o que for MELHOR acontecerá. Acredito em um Deus cercado de Anjos iluminados e obedientes, que trabalham aqui na Terra, pelas causas justas e sinceras. Eu, meu marido, as crianças, todos, temos anjos da guarda, trabalhando juntos por um entendimento/ entrosamento/ vontade comum - por essa família.
Na minha vida, só é o que tem que ser. Deus ouve meu agradecimento, meu desejo, meu choro na madrugada. E eu procuro ouvi-lo, através de várias coisas, inclusive através de pessoas, como você, por exemplo. Mas entenda: A SUA OPINIÃO não É a voz Dele e eu Sei a diferença - a voz dele ecoa aqui dentro!!! E, nem sempre, me diz o que quero ouvir, mas o que é melhor pra mim. Logo, se Ele soprar no meu peito, mesmo sofrendo, mudarei o caminho. Do contrário, meu bem, alegre-se comigo!
Sei que não quer o meu mal. Então permita que Deus continue trabalhando em minha vida, sem interferências, ok???
E vai ficar aqui escrito sim, não quero esquecer de nenhum capítulo desta novela. Não estou citando nomes e nem comprometendo você e nem ninguém.

Carta!

Uma mulher decide ser mãe. Ou simplesmente acontece.
Se engravida, naturalmente, ou recorre a tratamentos, tem seu bebezinho ali, escondidinho. Precisa fazer exames, acompanhamentos, ultrassonografias, mudar a casa, a vida, a alimentação, repensar tudo! Ela tem medos e também uma coragem enorme! Não conhece seu bebê. Mas já o ama, imensamente. 
P.S.: Estou falando aqui de uma pessoa minimamente equilibrada que não é apenas uma "poedeira", embora as galinhas sejam muito boas mães, tentem entender o sentido que eu quis dar a palavra.
Sim, uma grávida tem que ter coragem o tempo todo! Coragem pra ouvir todas as besteiras que sempre um "imbecil experiente" tem a dizer. Coragem pra encarar uma ultrassom sabendo que pode ouvir algo devastador. Coragem para decidir o melhor parto. Coragem para dar o primeiro banho. Coragem pra manter a calma a cada engasgada fudida, febre alta ou moeda na goela.
O neném nasce e então a relação acontece, dia-a-dia. Laços se formam, fortalecidos ou "frouxos". Decepções acontecem em algum momento, pode acreditar, porque mãe é bichinho que aposta alto no filhote... Toda mãe, que É MÃE, é igual, assim como TODO filho é igual também, na média, as traquinagens, os palavrões, as musiquinhas estupidamente irritantes e idiotas, os pedidos por "coisas" da moda, as reclamações, os "que mico" que eles dizem, enfim.
Penso que o processo para se habilitar e adotar é parecido com uma gestação de barriga, em alguns pontos:

  1. O sonho inicial, as palestras, a entrega dos documentos = A sementinha.
  2. A espera na fila, as entrevistas, a visita na casa = Exame de farmácia ou laboratório.
  3. A "habilitação" = POSITIVO.
  4. A "busca"/ espera pelo telefonema = Ansiedade até o primeiro ultrassom.
  5. Telefone tocou, acharam uma criança = Resultado do primeiro ultrassom!!
  6. A aproximação/ adaptação = Chutes, pontapés, ultrassons 3D ~> Estamos "nos conhecendo"!!
  7. Preparar casa, enxoval, mudar rotina = Preparar casa, enxoval, mudar rotina!!
  8. Ansiedade master, será que vai dar tudo certo? = idem.
  9. Ginastica física em mental para dar conta do recado = idem!
Nasceu = A criança chegou. É tudo igual. O preparo e os sentimentos são muito parecidos. Só muda a condição de tempo, o que até em uma gestação convencional é incerto. Mãe de coração, espera, é examinada, prepara a casa, faz enxoval, sonha acordada, olha vitrine rosa e azul, igual mãe de barriga. Merece amor, compreensão e respeito, igual mãe de barriga. 
A nova fase requer atenção constante, carinho e tranquilidade = igualzinho quando a mulher pari e precisa se resguardar, pra bajular a cria. 
As mães - todas - já sentem medo o bastante, insegurança também, já tem suas dúvidas que viram pesadelos. Tudo o que mãe nenhuma precisa é pitaco desmedido e baixo astral, é ser alugada com temas "doenças", "delinquência", e afins. Uma mãe que "escolhe" um filho - (na verdade isso NÃO EXISTE, entenda!!!) - maiorzinho com toda certeza, sabe que será a melhor mãe que aquela criança poderia ter - sem dúvidas! - Uma mulher que decide adotar não está fazendo caridade ou procurando cadeira no altar. Ela quer apenas ser mãe. E essa mulher é checada, analisada, testada, tem sua vida vasculhada, para provar ter condições de ser essa mãe que deseja. Não é fácil. Tudo o que ela precisa é:
  • ao invés de ouvir: Você tá maluca!! - Ouvir: Não entendo seus "porquês" mas te aceito mesmo assim;
  • no lugar de: Você vai se arrepender, ouvir: se precisar chorar me procura!!!
  • em vez de escutar: Esse menino vai estragar sua vida, escutar: Ser mãe dá mais trabalho do que você imagina e estarei aqui quando você precisar.
É só isso, meu povo bom. Apenas. Aceite minha decisão ainda que descorde da minha escolha. Esteja ao meu lado para viver comigo as alegrias e tristezas que essa história me reserva. Não vai ser o mar de rosas, como NADA é. 
Mas por favor não vamos mais perder tempo tentando convencer um ao outro nossas razões para agir assim ou assado. Não vamos correr o risco de azedar nossa relação de vez. Estou convidando você a participar da minha alegria, pois minha vida está em festa. Se você se sentir confortável, venha, será bem vindo! Se ainda não conseguir aceitar o fato que tenho o direito de realizar meus sonhos, te entendo mesmo assim, e estarei sempre aqui!!!
Com todo amor que tenho por ti e por mim mesma,

Dedé.





quinta-feira, 12 de abril de 2012

Adoção Capítulo 5

A maluca aqui pulou o 5.
Hoje estou mexida.
Li coisas demais de lindas e sinceras sobre a adoção tardia.
Trabalhei demais, ciente de que o tempo em casa será cada vez mais escasso pra fazer todas as pequenas-grandes mudanças que sonho, desejo e mereço.
Quero tanto que os filhotes estejam aqui, essa hora, bocejando e pedindo o leitinho.
Quero tanto acreditar que tudo vai dar certo!!!

Amigas unidas jamais serão vencidas

Aí quando vi, um grupo pra lá de alto astral surgiu no Facebook, meu polvo de estimação. E percebi como é bom falar com gente que tá falando a mesma língua, sentindo a mesma energia, querendo a mesma coisa: dar o amor de mãe que Deus inseriu no peito da gente pra uma criança que está aí, em algum lugar, querendo esse amor pra se desenvolver bem e ser feliz.
Acredito que a convivência entre pessoas na mesma vibe fortalece, inspira, orienta e nutre o nosso sonho no sentido mais bonito. E acredito também que, um dia, isso tudo poderia se estender aos nossos filhos, pois eles também terão muito em comum: Uma família que não foi imposta, uma vida nova. Pai, mãe, irmãos, casa, cachorro, gato passarinho, escola nova. Novos amigos. Talvez até um novo nome. Talvez, tios, primos e avós que os toleram de nariz torcido. Trocar suas experiencias pode fazer tão bem quando faz a nós, suas mães.
Estou amando as novas amizades, conhecer as histórias das outras mulheres que querem o mesmo que eu: ser mãe! Ter como filhos, crianças que dão trabalho, sobem da árvore, dão chilique e fazem pirraça, precisam de puxão de orelha. E de atenção e respeito.
Sonho com um mundo onde os rótulos não tenham força.

cinema em casa

Jesus Cristinho da casa linda, que ideia mais maravilhosa de boa é essa?!!!

http://coisas-para-meninas.blogspot.com.br/2012/04/decoracao-musica-muito-amor.html

terça-feira, 10 de abril de 2012

olá!

Pessoal lindo!!

Tô sumida aqui atrás da pilha de trabalho atrasado!!
Mas tô viva!!

domingo, 8 de abril de 2012

Adoção Capítulo 7 - Editado

Então que a maternidade-escondida-que-quer-existir se aflorou toda-toda durante esses dois dias! Era um tal de ensinar a falar direito, ser criativa pra inventar brincadeiras, bater o nescau no liquidificador, pra fazer espuminha... Arrumar caminha, fazendo oração por bons sonhos. Café da manhã parecido com o café da manhã da minha infância... detalhes. De sobremesa, sorvete de creme com waffles de chocolate.

Depois do almoço o marido com os pimpolhos foram assistir outro filme, também escolhido pelo guri, e coloquei um colchão na sala, pra farra ficar mais gostosa. Tirei foto, e depois coloco aqui. a foto:
Quando o filme acabou, fomos passear com os cachorros e isso foi uma aventura pros pirras. Amaram!!

Na hora de ir embora teve chororô. Menino sofreu, tadinho! Mas ele vem de novo, em breve.
Conversamos bastante com os dois. Acreditamos que pra "nossa família" acontecer, saudável e feliz, não pode faltar diálogo, verdade, clareza. Deixamos que eles expressassem a expectativa de família, futuro e os sonhos que eles carregam também, tipo, dividir a responsabilidade por um bom resultado, sabe?? Eles se sentem respeitados, participantes e dedicados no "fazer-dar-certo".

Foi bem legal. A festinha de aniversário das crianças do abrigo vai ser no mesmo dia do aniversário do marido. Vamos fazer uma festinha bacana lá, e vai ter parabéns pro marido também. A noite os guris vem com a gente, ai vai ter uma comemoração surpresa pro marido (ele não lê esse blog - e meu amigo Murphy não vai fazê-lo ler logo hoje) e os dois estarão presentes!!

Preocupações fazem parte, lógico. Se algo der errado a frustração vai ser geral. Menino precisa muito de atenção em algumas áreas, mas já pensei em algumas estratégias.
Marido chorou comigo, quando entramos no carro vazio e silencioso.

Agora é dar andamento, buscar mais informações e preparar os nossos novos encontros. Menina é vaidosa e acho isso super importante como meio para nutrir a auto estima dela, então um salão de beleza e muitas fotos estão na programação. Menino é bem parecido nos gostos com o pai-marido. A afinidade dos dois é bem bacana, e o guri se "espelhar" no pai, agora, de início, pode também fortalecer a auto estima dele. Ter um pai era o pedido que ele fazia pro papai noel. Claro que tudo bem dosado, dentro de um limite saudável, e respeitando a individualidade de cada um de nós.

A enteada está reagindo bem. Creio que e breve ela e a mocinha-vaidosa farão amizades.

Vou dando notícias e depois coloco a foto da bagunça. Tirei uma que não mostra os rostinhos, então posso publicar.
E aqui a foto da minha "netinha" Mel - Duda - Chantilly, nada definido quanto ao nome, ainda...
 Filho da enteada vai ser meu neto também??? Minha cabeleira diz que tá chegando a hora de ser chamada de vovó. Algo me diz que ouvir "mãe" e "vó" serão experiencias simultâneas nessa minha existência Maaraaa!

Beijo pra quem leu.

BOA SEMANA LINDA!!!!

sábado, 7 de abril de 2012

Coelhinho das Surpresas - Adoção Capitulo 6

Aí eu tava pensando que o feriado seria:
1. arrumar o quartos dos pirras e a minha cabana abandonada;
2. colocar o trabalho do IDEPO em dia, porque avacalhei 2 dias...
3. dar uma garibada no meu visu, fazer as unhas e esconder esses benditos cabelos brancos num belo "vermelho aveludado";
Sexta, logo cedo, celular toca. Será que eu poderia pegar as crias, para passar o feriado??? Será???
Minha casa tá desmontada, tinta...e tudo fora do eixo. Mas sabe quando o coração sorri pra uma ideia doida???
Cunhado, pai de 4, já tinha avisado que vinha com a trupe. Fomos buscar nossos bombomzinhos as 11 da manhã de hoje!
Fiz o meu tradicional escondidinho, porque é a única coisa no mundo que meu amado sobrinho Vicenzo come, repete e elogia. E todo mundo curte, por aqui. E outro daquele bolo bãobssurdo que tem a receita a alguns posts de distancia.
Agora são 22:45. Estou cá, bem cansada, e sorridente. Na sala temos: um homem, cansado e sorridente, assistindo Escorpião-sei-lá-das-quantas, num sofá, com um guri encantador que escolheu 2 filmes na locadora e uma mocinha que passou a tarde vendo esse troço de Rebeldes no PC. Todos felizes! Sobrinhos brincaram com o guri, enteada reagiu de forma bacaninha e agora preciso arrumar duas camas gostosinhas e perfumadas para os pirras terem bons sonhos e acordarem dispostos para o primeiro domingo em família, ainda que em fase de testes!!!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Páscoa Feliz pra Nós...
Que temos coragem e Fé.
Amor, pra doar!!
Vontade de trazer beleza pra vida!!
Que a Páscoa 2012 seja marcante nas nossas vidas! Que para nós, mamães em stand by, (esperando que Deus aperte o play e nos permita "existir" nessa "configuração" que tanto desejamos), seja a última Páscoa sem comprar o ovo que o guri escolheu! Que seja a última Páscoa sem desenho de coelho na porta da geladeira e que seja a última Páscoa sem criança de orelhinha de cartolina na porta da escola, esperando nos ver, suas mães, para buscá-las!!!
Deus permita e coelhinho bom traga pra nós, na Páscoa, próxima, os filhos que desejamos e que nos desejam, para que então toda essa magia faça sentido e se faça presente, de fato, nas cestas de ovos escondidas pelo quintal.
Páscoa Feliz, pra Nós!
E enquanto tento distrair meu coração, deixo a mente divagando entre mil questionamentos.
Dentre eles, um, comum a nós, mães em espera: Porque das pausas? Porque da dificuldade? Porque da demora?
Pensando na pascoa dos meus meninos lá... e essa inconstância toda que surgiu de pronto...

Aí que leio isso:














E então o coração fica distraído...

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Mexi Aqui!

De novo.
Faniquito me consome.
Meu trabalho, de fato, continua acumulado.
Mas eu fiquei calminha calminha de mexer no meu caderninho!
Escrevi nas páginas aí em cima e tudo.
Ainda não tá assim assim, do jeito que imaginei. Mas relaxei e então, tá valendo, né?!
Agora vou pro castelo-que-não-é-de-cristal.
Quero comida fresca, banho morno e cama fofa. Assim seja, Amém.

Bons sonhos.

Rabiscos para extravasar...

Sabe choradeira sem motivo? Fora de período de TPM? Sabe assunto adoção-tardia-já-aceita no coração e na cuca, mas que fica na marcha lenta da vida? Sabe você fazendo tudo para que todos estejam felizes, e sobrecarregada, e ficando pra trás??? Sabe trabalho acumulando na mesa porque a mente não "respira"???

É isso. Tá punk.

E agora temos uma gatinha em casa, chamada Mel, e a adaptação da gata com cães e cães com gata + responsabilidade da "dona" da gata, a senhorita enteada, em manter aquela bendita caixa de areia devidamente higienizada = Deborah totalmente desiludida da vida.

E a gata é uma gracinha.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Bolo "BãoBssurrrdo"

Sai do trabalho e passa no mercadim pra pegar uma barra de 130g de chocolate meio amargo.
Dá uma conferida aqui em baixo se tem tudo lá na tua cozinha.
Chega em casa e faz esse bolo, você não vai se arrepender!!
Os ingredientes:
1 pacote de bolo de chocolate (usei Dona Benta);
1 colher de margarina;
3 ovos;
1 cenoura grande, picadinha;
4 colheres de chocolate em pó (eu não tinha aquele, do padre, usei Nescau);
1 copo de água;
1 barra de chocolate meio amargo;
1 caixinha de creme de leite;

Aí: Pega uma panela, põe nela o Nescau, o creme de leite, a água e o chocolate picadinho; e mexe até ferver e o cheiro deixar você levemente sorridente.
No liquidificador: Cenoura + Ovos + Margarina.
Na tigela: Mistura para bolo + a mistura do liquidificador + a metade da mistura da panela. Mexe.
Na assadeira untada, coloque a massa e deixa no forno. O meu ficou pronto em 45 minutinhos.
Tira do forno, ajeita na travessa, e cobre com aquela outra metade que ficou na panela, e que você bem tirou uma colherada!!!

Depois diz se não é mesmo bão bssurdo!

B jo da Gorda - SSSSMAACK