segunda-feira, 30 de novembro de 2009

juro que tô tentando

fazer algo relamente legal pra trazer aqui...

ai ai

quem sabe hoje a coisa flui...

só para constar...

Não, eu não fui uma criança fácil. E fui uma aborrecente pior ainda.
Aprontei demais. Dei muita dor de cabeça, cabelo branco e noite em claro para a mamãezinha.
Por ser a primeira, minha mãe ainda não tinha feito estágio antes, e era novidade pra ela, logo, ela não tinha tanta paciência assim.

Uma coisa leva a outra e....

Criança difícil + 2 mais novas + marido/pai daquele jeito + pouca grana + mãe sem paciência = Criança difícil levando cascudos.

Apanhei as vezes (!!) E nunca pensei que confessaria, mas graças a esse fato, hoje sou uma pessoa decente, kkkkkkkkk, sério.
Só fiz as traquinagens da infância e adolescencia (minha adolescencia acabou um pouco tarde - motivo pra outro post), e nada mais grave. Nenhuma consequência irremediável ou que prejudicasse outras pessoas.
...
tá na hora de ir embora e volto outra hora...

Afinal, para quê serve a escola?

Estou atravessando uma fase esquisita comigo mesma, por dentro, por fora, ao redor.
Me acho estranha, em débito comigo mesma, sei lá. Talvez seja o número 33 se aproximando. Talvez seja a insatisfação profissional/salárial x mão na massa!

Enfim, passo boa parte do tempo (?) blogolando por aí e por aqui.
O(s) assunto(s): maternidade, gravidez, bebês, crianças, educação, enfim, andam chamando muito a minha atenção.

Mencionei antes aqui, sobre a vontade de ser mãe, sobre as dificuldades para isso acontecer. Sobre crianças sem infância.
Hoje, agorinha mesmo, pulando de blog em blog e lendo comentários (sim, eu faço isso), achei ESTA reportagem e lembrei de situações que passamos (eu, Dani e Jú), ou porque eramos novas nas escolas, ou por conta do sotaque, ou porque as vezes nossas coisas eram improvisadas/ reaproveitadas.

Só que minha mãe é muito criativa. Minha infância foi muito rica de imaginação, princípios, verdade. E bom humor e união. E minha mãe sempre arranjava um bocado de atividades. E acabava passando rápido. E também crescemos sem ter preconceitos, então fazíamos amizade com as outras crianças que passavam por dificuldades. Hoje somos adultas, conscientes e sensatas, até demais, eu acho...(porque pensamos demais em tudo e isso atrapalha o aproveitamento real da vida) mas isso é razão pra outra confissão...

Enfim, para que serve a escola?
Do meu ponto de vista, (e respeito quem pense diferente, mas eu penso assim), a escola é o lugar onde vamos para conhecer as letras, os números, e através desse aprendizado, descobrir as maravilhas geográficas e biológicas do mundo, conhecer a história, as artes, os esportes. Aprender sobre seres vivos, inclusive os humanos. Acredito que a escola é o lugar pra desenvolver habilidades, descobrir vocação ou dom, instruir.
Acho que a EDUCAÇÃO vem de casa. Pai e Mãe que tem que educar: Bons modos, respeito para consigo mesmo, respeito para com as outras pessoas, respeito pelos professores, pelos lugares (escola, shopping, casa da vó, próprio quarto).A educação que falta hoje (aqueles bons modos) não é de forma nenhuma, na minha opinião, obrigação dos professores de matemática, português ou história passarem para os alunos de hoje. A não ser que se crie uma nova área/matéria de ensino, diferenciando o

PROFESSOR:(professor (ô)
s. m.
1. Aquele que ensina uma arte, uma ciência ou uma língua.
2. Executante de uma orquestra de primeira ordem.
3. Que professa publicamente as verdades religiosas.
4. Fig. Entendido, perito.
professor livre: o que ensina sem estipêndio do governo.


E EDUCADOR:
educador (ô)
adj. s. m.
adj. s. m.
Que ou aquele que educa.

(http://www.priberam.pt/DLPO/Default.aspx)
...

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Inspirações - e sugestão 2

Surpresinha para visitantes.

AQUI!!!

Sempre o carro na frente dos bois...

E hoje, no caminho para o trabalho, falamos em UNIÃO ESTÁVEL!

Já pesquisei preços e já escolhi o cartório...
Agora vou pensar na data, na comemoração, nos detalhes disso tudo!!

Depois, Rodolfo, Dé! Depois!...

Cuidados com os dentes durante a gestação

Aproveitando ainda o momento de pensamentos súbidos entre barrigas e fraldas:


REPORTAGEM


Estou pesquisando tudo...

terça-feira, 24 de novembro de 2009

é fazendo merda que se aduba a vida, e salve a comu do orkut

tava demorando: errei na venda e agora tem que limpar a caca!
que Jesus me salve, Amém!...

fica pensando em bebê, bem...

que micooo

nomes

ai ai, vê se pode...

e já estou pensando em nomes:

sempre quis: Daniel ou Júlia
gosto de: Vinícius e Mariana
namorido decreta: Rodolfo [e despensa Luana (???)]

além desses, ISADORA, MIGUEL, CECILIA E MURILO rondam pela caixola... sem muita pretenção, mesmo!!

engravidando

acho muito engraçado, encantador, lindo e inspirador essas moças/mulheres planejando, desejando e partilhando suas experiências no caminho de realização da dádiva de se tornarem mães.

fico, as vezes, perdida no tempo, pulando de blog em blog, lendo, rindo e chorando, torcendo e me emocionando. sempre estou anônima, quietinha, muito raramente deixei algum recadinho, até hoje. não sei bem o porquê...

e o bichinho me picou e agora estou com revira-voltas na barriga pra tentar também, caracas! ai ai ai...

hoje li: dieta pré gravidez.

vamos começar a mudar os hábitos... porquê, nesse quesito, tá tudo errado...
ai vou marcar médica. atualizar vacinas... fazer os tais exames...
e ir com calma pro namorido não estranhar a mudança repentina...

o que é "inteiro e saudável"

Não,eu não tenho nenhum medo ou preconceito quanto á sindrome de Dowm, surdez, cegueira, entre outras "doenças" que podem acontecer... Acredito que em tudo, há uma razão, e se Deus achar que tem que ser assim ou assado, será. Quando digo/escrevo "inteiro", me refiro mesmo ao conjunto: um corpo/mente/alma que, mesmo com alguma limitação (física, financeira, etc) é capaz de se desenvolver, se independer e ser feliz. E quanto a ser "saudável", me refiro a saúde que é necessária para saber ser inteiro: saber se aceitar, aceitar o amor que recebe, gostar do presente que é a Vida.

Lógico que essa é a minha opinião hoje, e que amanhã, posso de repente, pensar de outra forma, já que poucas vezes estive diante de situações neste contexto...

Mas isso aqui é a síntese do que acredito no meu coração.

adoção

Pesquisei, fui atrás.
Queria uma criança que quisesse uma mãe como eu: queria uma criança que me escolhesse e eu, faria bem o meu papel. Não me sentiria bem escolhendo um ser humano, sabe, parece estranho. Não ligo pra idade, origem, muito menos cor.
Aí, arrumei um novo namorado, que não concordava, de início, protelei, pois, como toda mulher, fiquei burra e me anulei porquê acreditava estar apaixonada. E aí, 3 anos se passaram...................e o cara, passou.
Nunca tirei esse objetivo da cabeça. Quero adotar.
Tem criança demais abandonada por aí, em todo o canto. Tem um número absurdo de mulheres que estão colocando mais bebês no mundo sem condições mínimas de terem o mínimo, sequer. E no meio destas crianças existem as que aproveitariam bem a oportunidade de estudar e evoluir.
E a questão: MUNDO. As vezes penso que fazer todo o tratamento/ treinamento, engravidar, passar 9 meses aflita em contar dedinhos de pés e mãos, olhar orelhas e ver se veio inteiro e saudável, dar o peito, ensinar tudinho tudinho mesmo, com dedicação, e deixar esse "projeto do futuro que temos diante dos olhos, hoje" como herança. Pode ser bobagem. Mas vai saber.

Os porquês do "Não Querer":

Primeiro, lá atras, bem antes de ficar doente:
1.Queria uma familia, coisa de conto de fadas: homem apaixonado, namora, noiva e casa, casinha fofa, marido fofo, dinheiro na mão, bebê fofo, crescendo comportadinho, eu linda de salto e elmalte ferrari, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Como não conseguia nunca passar da fase namoro, impossivel.
2.Aí fui entendendo a vida. Optei em analisar a hipótese de uma Produção Independente.
Isso leva a: ter dinheiro para se bancar sozinha, bancar o bebê sozinha, arcar com toda a responsabilidade sozinha.
Como não me percebi forte ou capaz o bastante para essa tarefa, passei...
3.Desde criança tinha um aperto no peito com cenas de crianças desamparadas, e ficava muito emocionada quando via cenas de crianças de abrigo comento arroz e feijão enchendo a colher, até chorava.
Como isso bateu forte, fui atrás das questões relacionadas a adoção.

maternidade

Toda mulher(*) sonha com um "positivo", enjôo, barrigão, pé inchado e ficar perdida entre coisinhas rosas e azuis... Essa mulheres, na grande maioria dos casos, inclui nesse pacote a esperaça de um pai presente, carinhoso, participativo. Todas desejam condições de providenciar TUDO, do BOM, do MELHOR, do MAIS BONITO, pros pimpolhinhos.

Comigo não é diferente. Queria ter sido mãe, bem novinha, kkk, insanidade, talvez... Por algum motivo que desconheço tenho um comportamento e/ou personalidade auto-sabotante(??):eu agia sempre de forma a afastar meus sonhos meu alcance de realizá-los, inclusive, este. (preciso mudar isso, estou concentrada nessa meta).

Com 28,tive um problema de saúde, uma infecção na trompa direita, fui operdada, tomei os remédios direitinho e fiquei bem. O lance é a "dificuldade para engravidar" que foi tão enfatizada, durante todo o meu tratamento.

Na verdade, fui orientada a fazer uma inceminação assim que fiquei boa, por precaução, já que, caso eu ficasse doente novamente, bye bye bebê.

Eu não quis.

Blogosfera

TUDO COMEÇOU HÁ UNS 3 ANOS, COMPUTADOR NOVO EM CASA, E A VONTADE DE PROMOVER UM "LAR DOCE LAR" NO AMBIENTE. PESQUISAVA, FUÇAVA, E, DE FOTO EM FOTO, FUI ENCONTRANDO VÁÁÁRIOS ASSUNTOS INTERESSANTES, MUITAS DICAS E PESSOAS ENCANTADORAS. PASSEI A BUSCAR INSPRAÇÕES PARA UM PROJETO DE ARTESANATOS (ADORMECIDO ATÉ HOJE, KKK), E CONHECI MAIS BLOGS BACANAS. COMO ATÉ ENTÃO O MEU SONHO DE ARTESANATOS ESTAVA ACESSO E FORTE, EU RESOLVI ABRIR UM TAMBÉM, A FIM DE DIVULGAR OS TRABALHINHOS.
ABRI EM AGOSTO DE 2007 O "asuacasacolorida" QUE, ALGUM TEMPO DEPOIS, DELETEI POR ENGANO, NUMA TRAPALHADA TÍPICA INSPIRADA NO MR. BEEN...QUASE MORRI DE FRUSTAÇÃO...
ARRUMEI UM TRABALHO QUE TOMAVA TODO O MEU TEMPO. FUI PRA SÃO PAULO (SE ARREPENDIMENTO MATASSE EU ERA SÓ ESPÍRITO), E VOLTEI PRA CAMPINAS, MEGA DEPRIMIDA, TOTALMENTE ESFARELADA.
O TEMPO PASSOU, GRAÇAS A DEUS, A DEPESSÃO (NA VERDADE O ESTADO DEPRESSIVO) PASSOU COM ELE, E ARRUMEI UM NOVO TRABALHO. ANTES, PASSEI A TOMAR CONTADO NOVAMENTE COM AS MINHAS COISAS, MEUS SENTIMENTOS, "MINHAS PESSOAS" (PESSOAS QUE FAZEM PARTE DA MINHA VIDA), PASSEI POR UMA CRISE DE RELACIONAMENTOS E QUASE PERDI O NAMORIDO (E COM ELE, CASA, CANINOS E TODO O CALOR DO CORAÇÃOZINHO). BRIGAVA COM MAMY DIRETO. FIQUEI INSUPORTÁVEL...
E JÁ HAVIA FEITO OUTROS BLOGS, CONFESSO QUE ATÉ NA TENTATIVA DE ACHAR OUTROS RUMOS...
HOJE, PRETENDO NÃO DESISTIR MAIS, E INVESTIR, E FAZER AMIGOS, E OBTER AJUDA, E ATÉ AJUDAR TAMBÉM...
ESPERO QUE, UM DIA, ESSE CANTINHO RECEBA VISITAS, PITACOS, SELINHOS E TUDO MAIS...
E SE ALGUEM PASSAR POR AQUI HOJE, BEIJINHO COM TODO CARINHO!!!

sábado, 14 de novembro de 2009

Onde estão as crianças?

Ontem sai do trabalho e fui na casa da mamis, jantar, ver a maninha que está de folga, ver a TIZ, e a Jows também passou por lá. Encontros são sempre gostosinhos.
Saí tarde, cheguei no terminal de barão (Barão Geraldo, Campinas) por volta das 21:10. Já que ia esperar o Village por quase 40', saquei o livro do momento: RELAÇÕES HUMANAS NA FAMÍLA E NO TRABALHO - Pierre Weil e Roland Tompakow, comprei um salgadinho (de isopor, sabor bacon, kkkkkk) e me acomodei no banco do ponto.
VI 4 CRIANÇAS descerem de um ônibus. Sujas. A garotinha maior (chuto uns 9 anos no máximo) usava uma mini saia jeans e com a seguinte frase, escrita, na bunda, com tinta amarela, provavelmente escrito com o dedo, letra bem infantil: "so cachora e me adoro" (sou cachorra e me adoro). FIQUEI INDIGNADA.
Procurei algúem no terminal que pudesse fazer algo a respeito. Mas ninguém "sabe" o que fazer. As pessoas tem medo. (??) As 2 outras meninas, bem menores, esperando que essa maiorzinha e o menino resolvessem qual ônibus pegariam!!!!!! Fiquei chocada! Onde eles estarão agora? O que eu faço numa situação dessas???

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

bolsa de mulher

nesses tempos de crises pessoais sempre é bom:
. palavras de conforto, mas "sacodes" também são importantes pra gente ver onde está pecando...
. inspirações e dicas, a experiencia dos outros pode ajudar bastante !
. encontrar motivação, despertar sonhos adormecidos e buscar relembrar-se como somos, na essencia...
pela net vc acha:
uma bolsa de mulher com tudo isso e mais, dentro;

formas e mais formas de se sentir (e ser) mais util;

amigos carinhosos e fiéis;

textos divertidos, interessantes e inspiradores; artesantatos com as esmas carasteristicas, conhecimento de lugares do mundo, imagens fantásticas...

naveguemos...

BOA SEMANA PARA QUEM PASSAR AQUI!!!

ah, e eu aceito recadinhos, viu???

kkkk

bjoks

RECICLE SACOLINHA

pra quem sabe mexer com agulhas de tricô e crochê....
pra quem quer inspiração e tem sacolinha demais dando sopa em casa....
e eu vou tentar algo usando a técnica da cestaria. caso dê certo, mostro aqui depois.

=> AQUI!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

novos ares, novos rumos, nova fase!

...e estamos bem, nos entendemos, e a coisa tá gostosinha!!!
Bem, e aproveitando a mudança da fase, tô mudando muita coisa em mim também.
Na casa, na aparência, no comportamento em geral... no uso do dinheirinho amado, nas relações, TODAS!
Pesquisando por aí, achei inspirações diversas:
http://brincandocasinha.blogspot.com/2009/10/ja-pro-seu-quarto-audrey.html, para cuidar de deixar a casinha mais bonita! Mari Mari sabe escolher inspirações!!!
http://www.simplesdecoracao.com.br/2009/11/revestimentos-de-parede-no-hall-e-na-sala/
amei a idéia!!
e mais esse:
http://ume99.blogspot.com/
amooo!

BOM FIM DE SEMANA GERAL!!!

TÉ MAIS

Sugestão 01: GAIOLA

OLÁ, PESSOAS!
FAZ TANTO TEMPO QUE NÃO VENHO AQUI QUE DEVE ESTAR ABANDONADO DE VISITAS TAMBÉM.
PORÉM, VAMOS VER SE AGORA A RODA GIRA...
...
Faz tempo que eu quero fazer um restaurante numa gaiola, pros passarinhos lá do meu quintal. Mas hora falta a verba, hora falta o tempo, e então, já que essa não é a única idéia "bacana" que eu tenho mas que não faço, vou publicar as idéias. Quem passar por aqui, gostar e quiser arriscar, fique a vontade, mas me mande fotos depois, ok?
...
NA MINHA IDÉIA:
. DEIXO AS PORTINHOLAS ABERTAS, AMARRADAS POR LAÇOS BONITOS
. COLOCO VÁRIOS COMEDORES E BEBEDOUROS ESPECIFICOS PARA GAIOLAS (mantê-los devidamente abastecidos)
. AINDA PENSEI NUMA PLAQUINHA, TIPO, BISTRÔ BIRD, KKKKKK
...
Quem quiser fique a vontade!

e Deixe recado... e mande fotinho!!!

Bjinhu

Deborah