quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Os meus caninos!

parece mentira, mas outro dia mesmo ela chegou e era assim.....


mas, muito precose, acabou de passar por isso:

terça-feira, 29 de setembro de 2009

sem comentários

sem comentarios pela minha falta de atenção ao que pertence a mim mesma e que por isso mesmo deveria estar em primeiro lugar.
...
mas fiz:

PÃO DE CEBOLA:





A RECEITA:

4 TABLETES DE FERMENTO FRESCO
2 COPOS DE ÁGUA MORNA
2 OVOS
2 COLHERES SOPA AÇÚCAR
2 COLHERES SOPA SAL
1 COPO DE ÓLEO
1 PCT CREME DE CEBOLA
...BATI TUDO NO LIQUIDIFICADOR POR UNS 4 MINUTINHOS, COLOQUEI EM UMA TIGELA GRANDE E JUNTEI FARINHA DE TRIGO, MAIS OU MENOS 1 KG, AOS POUCOS, MEXENDO, DEPOIS SOVEI COM AS MÃOS ATÉ PARAR DE GRUDAR. FORMEI UMA BOLONA. DEIXEI NA TIGELA E COBRI COM PANOS DE PRATO LIMPOS, CLARO.. DEIXEI DESCANSAR E CRESCER POR 1 HORA. MODELEI OS PÃES. FIZ 4 BISNAGUETES. COLOQUEI NA ASSADEIRA UNTADA E LEVEMENTE ENFARINHADA OS 4, COM FOLGA ENTRE ELES, COBRI NOVAMENTE, POR MAIS 40 MINUTOS. LIGUEI O FORNO, TEMPERATURA MÉDIA, E COLOQUEI PARA ASSAR POR 35 MINUTOS. FICARAM CORADOS, MACIOS, GOSTOOOOOOOSO E FIZERAM SUCESSO!
...

olá

ah! minha alamanda! presente da estação!
que vergonha. estou um relaxo em todos os sentidos! meses sem administrar nada...
...
hoje:
relacionamento amoroso na corda bamba
pois é. não aconselho a ninguem no mundo a agir por impulsos, precipitadamente, sem preparo. não existe meio de dar certo, do meu ponto de vista atual.
eu, não sei por quê sou assim, vivo metendo os pés pelas mãos! assumo compromissos pesados demais pra mim. deixo as situações (todas) chegarem no limite do insuportável pra pensar em resolver. constantemente me sinto responsável (ou irresponsável) por/com outras pessoas. ah, e nunca consigo estar feliz com o que tenho até que estou prestes a perder...
...
mas, o lance é se conhecer, e me conhecendo e reconhecendo assim, identifico alguns pontos chave, onde posso mudar, aos poucos, claro, pq nada é de uma hora pra outra.
...
e ele? porque está em cima do muro? porque quase não fala, e quando fala se arrepende? porque está tão inseguro e indeciso comigo?.......a resposta: está em cima do muro porque eu o coloquei lá. quase não fala por não saber o que dizer e se arrepende por ter falado, porque eu acabo dando um xiliquinho básico. e esle está inseguro e indeciso, porque, vamos combinar, é duro me aguentar!!! que ódio de mim!
preciso mudar. preciso parar de agir sem pensar usando sempre os outros como motivo!
...
por essas crises entre outras (financeira, por exemplo) procurei ajuda na net, e achei:
uma BOLSA DE MULHER que tem um portal "UNIVERSIDADE FEMININA" onde encontrei cursos muito bacanas e cheios de dicar inspiradoras, que usei e estou usando para me conhecer melhor, me amar mais, e consertar o estrago causado pela minha ansiedade exagerada.
...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

me salvando dos tropeços repetidos...

Os Mandamentos da Auto Estima

Quem se ama de verdade evita pensar ou vivenciar o passado triste e, quando se lembra, mentaliza apenas como experiência para sua evolução, vê de forma fria e natural tudo o que aconteceu no passado, procura tirar proveito dos acontecimentos do passado.

Quem se ama de verdade, mantêm o controle emocional para não deixar as calúnias, palavras ofensivas e desarmonias caírem sobre a sua Aura.

Quem se ama de verdade não espera ser compreendido, prefere compreender as pessoas de um modo geral, mantêm-se de bem com a vida e não se preocupa com a opinião alheia.

Não dá ouvidos às críticas, para que elas não evoluam.

Quem se ama de verdade não guarda raiva, rancor ou ressentimento, vê tudo a sua volta como se fosse um processo de auto-conhecimento, está sempre disposto a perdoar e compreender em qualquer situação.

Quem se ama de verdade não aceita sugestões negativas, policia seus pensamentos e procura analisar cada um.

Quem se ama de verdade não se magoa, não fica chorando quando é magoada. não se entristece por qualquer razão, não perde o controle em qualquer situação e não se deixa levar por qualquer situação negativa.
Quem se ama de verdade não tem medo da morte, das doenças, da pobreza ou falta de dinheiro, não sente medo, não se apega a nada.

Quem se ama sente coragem e segurança de sempre recomeçar, se for necessário, sem medo do desconhecido.

Fonte: http://www.essencialsites.com.br/AutoEst.htm